Prêmios


Prêmio Adonias Filho, da Faculdade de Filosofia Santa Dorotéia, de Nova Friburgo, RJ. 1olugar pelo conto “A enchente”, em 1980.

Bienal Nestlé, 1o lugar na categoria romance, para O calidoscópio e a ampulheta, em 1982.

Prêmio Fernando Chinaglia, da União Brasileira de Escritores - RJ, menção honrosa, pelo livro Os bons e os justos, em setembro de 1982.

Bienal Nestlé, 2o lugar na categoria Contos, com Enfeitiçados todos nós, 1984.

Prêmio Jerônimo Monteiro - Contos de mistério e suspense, da Abril Cultural, menção honrosa pelo conto “O frio pegajoso do medo”, em maio de 1984.

Prêmio Jerônimo Monteiro - Contos de mistério e suspense, da Abril Cultural, pelo conto “A las cinco en punto de la tarde”, em maio de 1984.

Prêmio IV Centenário da Paraíba, categoria ficção, para o romance inédito Adeus, Tio Sam, em 1985.

Prêmio Virgílio Várzea, da Fundação Catarinense de Cultura, pelo livro de contos Histórias suburbanas, em 1986.

Prêmio Guararapes, da União Brasileira de Escritores, Rio de Janeiro, menção honrosa à novela Obscuros através da noite solitária, em 1987.

Prêmio Guararapes, da União Brasileira de Escritores, Rio de Janeiro, 1o lugar na categoria inéditos de ficção para o livro Noturnos do amor e da morte, em 1987.

Prêmio Brasília de Literatura, da Fundação Cultural do Distrito Federal, menção honrosa para o livro Noturnos do amor e da morte, em 1987.

Troféu Candango, do Sindicato dos escritores de Brasília, na categoria novelas, pelo livroObscuros através da noite solitária, 1987.

Concurso Nacional de Contos - Prêmio Paraná, menção honrosa para o livro Noturnos do amor e da morte, em junho de 1988.

Prêmio Brasília de Literatura – 1o lugar na categoria infanto-juvenil, para o livro O sumiço do mentiroso, em 1990.

Prêmio Rádio Cultura de Incentivo a Autor Local, na categoria infanto-juvenil para a novela A Cidade dos Ratos - uma ópera roque, no Prêmio Brasília de Literatura, de 1991

3º Concurso de Contos Josué Guimarães, promovido pela Universidade de Passo Fundo e Instituto Estadual do Livro – 1º lugar no, em maio de 1993.

Concurso Nacional de Contos - Prêmio Paraná – 2º lugar para o livro Ilhados, em 1994.

Prêmio Fundação Comunidade Brasíliana, na categoria ficção, com o livro Sinfonia dos animais noturnos, 1994.

Concurso Nacional Prêmios Culturais de Literatura Infanto-Juvenil, do Governo do Estado da Bahia, para O mistério dos assaltantes mascarados. 1996,

Prêmio Jabuti, na categoria literatura infanto-juvenil, como o livro Nadando contra a morte, 1999.

Prêmio Adolfo Aizen, na categoria juvenil, da União Brasileira de Escritores, para o livroNadando contra a morte, 2000.

Prêmio João-de-barro, da Biblioteca Infantil e Juvenil da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, menção honrosa pelo livro Isso não é um filme americano, 2002.

XXVI Concurso Literário Felippe D'Oliveira, menção honrosa pelo conto “Os miseráveis vivem à beira dos rios”, 2003.

Prêmio Alice da Silva Lima, concedido pela União Brasileira de Escritores, pelo texto teatral infantil Puro Tempo Perdido, em 2003.

Menção Especial do Prêmio Guilherme Figueiredo pelo texto teatral adulto Noite Brasileira, concedido pela União Brasileira de Escritores, em 2003.

Menção Honrosa do Prêmio Orígenes Lessa para o livro de contos inéditos Estações de férias do Espírito Humano, em 2003.

Concurso Literário Cidade de Curitiba, categoria novela, primeiro lugar, com o livro A longa migração do temível tubarão branco, em 2008.


Prêmios no âmbito do jornalismo:

Concurso de Reportagens, no âmbito do Estado de Santa Catarina, promovido pelo Ministério do Trabalho. A matéria sobre acidentes de trabalho foi publicada no jornal O Estado (SC). 1977.

Prêmio Esso de Jornalismo - Regional Centro-Oeste, obtido com a matéria “Brasil Real”, publicada no Correio Braziliense. 1994.

Prêmio OK de Jornalismo, obtido com a matéria “Brasil Real”. 1994.